terça-feira, 21 de novembro de 2006

Paulo Skaf - presidente da FIESP

Antes de iniciarmos as entrevistas com os principais executivos das empresas instaladas no Brasil, o Blog Ética nos Negócios abre o Entrevista CEO com um bate papo com o Sr. Paulo Skaf, empresário do ramo têxtil e que atualmente comanda a FIESP - Federação das Indústrias do Estado de São Paulo. Confira esta agradável conversa:
Blog: Gostaríamos de abrir esta entrevista conhecendo o Paulo Skaf cidadão, empresário e o presidente de uma das mais importantes e influentes instituições deste país: a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - Fiesp. Fale um pouco do senhor.
Paulo Skaf: Sou um cidadão que ama este país e luta muito por seu desenvolvimento. Defendo esta meta como a causa maior de cada um dos brasileiros e de toda a Nação. É com este espírito e compromisso ético que pautamos nossa gestão na Fiesp.
Blog: A Fiesp é a entidade máxima de representação da indústria paulista e tem como objetivo tornar este importante segmento mais competitivo. Quais são os principais obstáculos encontrados e quais os desafios para superá-los? E, qual a participação e contribuição dos governos neste sentido?
Paulo Skaf: Os principais obstáculos enfrentados pela indústria e as instituições que a defendem, como a Fiesp e a CNI, são os mesmos que atormentam todos os segmentos produtivos de nosso país: uma política econômica extemporânea, permeada pelos mais altos juros do mundo, câmbio irreal, impostos exagerados, ausência de políticas mais ousadas visando ao desenvolvimento, burocracia excludente, legislação trabalhista onerosa e inflexível, penosos gargalos de infra-estrutura, tudo isto se somando para desestimular e tornar mais cara a produção e menos competitiva nossa economia.
Quanto à participação/contribuição dos governos para superar esses obstáculos, não é possível analisar isto de modo tão linear. O Governo Federal, é verdade, tem insistido, nos últimos 12 anos, em manter o monetarismo exacerbado como remédio contra a inflação. Nesse sentido, podemos dizer que tem atrapalhado o País, pois tal modelo já se esgotou como solução no mundo globalizado. Precisamos de uma política econômica mais ousada, criativa e com olhar mais amplo. A Fiesp tem realizado numerosos estudos e os colocado à disposição das autoridades competentes, além de cobrar soluções.
Chamo isto de exercício legítimo da autoridade produtiva. Pode-se dizer que quando os governos - da União, estados e municípios - acolhem sugestões pertinentes da sociedade, estão ajudando na solução dos problemas.
Blog: Além das 133 entidades sindicais filiadas - representando os mais diversos segmentos da indústria paulista - sabemos que a Fiesp é integrante da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e, também o Sistema Fiesp engloba e disponibiliza inúmeros serviços através do Sesi (Serviço Social da Indústria) e do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial). O senhor pode comentar sobre cada uma destas instituições e o que elas contribuem para o cumprimento dos objetivos da Fiesp?
Paulo Skaf: A CNI é a entidade nacional da indústria, com a qual o Sistema Fiesp mantém absoluta sinergia na defesa do setor e do desenvolvimento brasileiro.
Os sindicatos aos quais você refere-se são a própria razão de existir da Fiesp. São eles os legítimos representantes de cada segmento da indústria paulista e a eles nos reportamos em cada passo em defesa de nosso setor.
No tocante ao Senai-SP, a capacitação profissional e a assistência técnica e tecnológica que disponibiliza às empresas são ferramentas estratégicas para as indústrias que desejam oferecer diferenciais tecnológicos e respostas rápidas e eficientes a seus clientes. Anualmente, são emitidos cerca de 800 mil certificados de conclusão nos diversos cursos e treinamentos, que abrangem: Aprendizagem Industrial, para jovens de 14 a 24 anos, em 38 áreas ocupacionais; Cursos Técnicos, de nível médio, em 41 habilitações; Formação continuada, treinamentos de curta duração para especialização e aperfeiçoamento de trabalhadores da indústria; Faculdades de Tecnologia - formação de tecnólogos, em nível superior e Pós-Graduação, nas áreas: Ambiental, Vestuário, Tecnologia Gráfica e Mecatrônica.
O Senai-SP é uma das maiores instituições do gênero do País.
Quanto ao Sesi-SP, precursor no desenvolvimento de ações de responsabilidade social empresarial, está presente em 115 municípios paulistas, por meio de 211 centros educacionais e 51 Centros de Atividades. É a maior rede de ensino privado do País. Atende 125 mil alunos por ano, matriculados nos cursos de Educação Infantil e Ensino Fundamental. Em nossa gestão, estamos implementando o Ensino Médio. Aos jovens e adultos que não tiveram a oportunidade de concluir seus estudos na idade convencional, a instituição ministra cursos especiais, ofertando mais de 60 mil vagas por ano. Além disto, o Sesi-SP mantém amplos programas de saúde, esportes, lazer, cultura e alimentação, acessíveis aos industriários, suas famílias e também à comunidade.
Blog: O Instituto Roberto Simonsen (IRS) é o espaço de discussão de idéias nos campos político, econômico, jurídico e social da indústria. O IRS é formado por quem e qual a sua importância?
Paulo Skaf: Em nossa gestão, consideramos o Instituto Roberto Simonsen tão importante, que eu próprio, como presidente da Fiesp, também o presido. O IRS é um centro de estudos avançados, gerador de idéias e indutor de projetos culturais, hoje integrado por algumas das mais lúcidas mentes deste país. É responsável pela publicação de pesquisas, documentos e obras literárias e a promoção de palestras e seminários, como o Fórum Euro-Latino-Americano, que já teve três edições, uma delas em Lisboa, Portugal. O IRS coordena, também, as reuniões dos Conselhos Superiores Temáticos – órgãos técnicos estratégicos, cuja função é promover o debate e análise de questões relevantes para a indústria de São Paulo e do Brasil. Integrados por cientistas políticos, intelectuais e figuras de destaque no cenário político e econômico brasileiro, os Conselhos Superiores são responsáveis pelas diretrizes estratégicas da Fiesp.
Na atual gestão, o diálogo institucional entre o setor produtivo e o Poder Legislativo foi significativamente ampliado. Deputados e senadores têm participado das reuniões dos Conselhos, na qualidade de convidados especiais da Presidência. De outro lado, a Fiesp mantém escritório em Brasília, visando a acompanhar a tramitação de projetos de lei ou emendas constitucionais de interesse do setor produtivo. Toda essa relação, sempre permeada pela liberdade e pela independência das partes.
Blog: Quais os principais serviços que a Fiesp presta aos seus associados?
Paulo Skaf: A atual estrutura da Fiesp reflete o pensamento estratégico e o tratamento homogêneo que confere às várias cadeias produtivas e aos sindicatos, independentemente do porte das empresas ou do segmento a que pertencem. Para tanto, foram criados, na atual gestão, os Comitês de Cadeias Produtivas - fóruns de análise de desempenho, fatores críticos e necessidades, com vistas ao crescimento setorial harmônico em cada sistema industrial, nos aspectos institucional, organizacional, técnico e tecnológico.
A Fiesp mantém articulações com os principais agentes setoriais, públicos ou privados, fazendo-se representar em mais de uma centena de fóruns, de âmbito estadual e nacional.
Eis alguns outros importantes serviços da entidade: orientação ao investidor estrangeiro; consultoria sindical e jurídica; Certificado de Origem, necessário na exportação, emitido em apenas 24 horas; orientação técnica e assessoria em comércio exterior; ações para o fortalecimento das micro, pequenas e médias indústrias; parcerias para aumentar a oferta de crédito e orientar nas questões de financiamento; divulgação das licitações do setor público, facilitando a participação das indústrias; programas ambientais; e aprimoramento tecnológico.
Blog: Existem regionais da Fiesp em todo o Estado de São Paulo? Quais são suas principais atribuições e atividades junto às indústrias locais?
Paulo Skaf: Em nossa gestão, criamos o Departamento Regional (Depar). O propósito foi justamente o de levar a todo o Estado, por meio de Diretorias Regionais, os serviços aos quais nos referimos na questão anterior.
Costumo dizer que, em nossa administração, a Fiesp deixou de ser uma entidade da Avenida Paulista, transformando-se, de fato, numa entidade paulista. São mais de 50 regionais cobrindo todo o estado.

Blog: Quando falamos em indústria, imediatamente pensamos nas grandes empresas. A micro, pequena e média indústria também pode fazer parte da Fiesp? Existem serviços direcionados e na medida certa para este pequeno empresário? Como ele pode proceder para se filiar à Fiesp?

Paulo Skaf: Claro que as pequenas e microempresas podem fazer parte da Fiesp. E fazem! Devem filiar-se por meio dos sindicatos representativos de seus segmentos industriais. Em nossa gestão, uma das prioridades é a pequena e microempresa. Em sua defesa, temos atuado ao lado do Sebrae-SP e do Sebrae-Nacional. A mobilização da Fiesp foi decisiva para o encaminhamento e aprovação, na Câmara dos Deputados e no Senado, da Lei Geral da Micro e da Pequena Empresa, que melhorará muito as condições para a sua criação e desenvolvimento.

Blog: Acreditamos que o desenvolvimento econômico e o crescimento devam estar alicerçados no desenvolvimento sustentável que tem nas melhores práticas empresarias - aquelas que envolvem a ética nos negócios e a responsabilidade social e ambiental - seus pilares para a sustentabilidade, inclusive contribuem para a sobrevivência da própria empresa. Qual a participação da Fiesp neste ponto e quais as estratégias e ferramentas oferecidas às indústrias para auxiliá-las na formulação e implantação de uma política voltada para a Responsabilidade Social Corporativa (RSC)?

Paulo Skaf: A Fiesp tem-se pautado pela disseminação da ética e da responsabilidade social como pressupostos inalienáveis do desenvolvimento da indústria e do País. Exemplo disto se expressa no posicionamento e nas ações da entidade no campo ambiental. Entendemos que administrar de maneira eficiente o passivo ambiental é questão prioritária para a sustentabilidade das indústrias. Consciente desse compromisso, a Fiesp assessora os sindicatos e empresas associadas no cumprimento dos requisitos ambientais, conciliando-os com os interesses e negócios da indústria. Dentre as várias ações institucionais, a entidade organiza anualmente a Semana do Meio Ambiente, seminário internacional com workshops e entrega do Prêmio Fiesp do Mérito Ambiental. Visando a estimular o consumo racional e a preservação dos mananciais hídricos, criamos o Prêmio Fiesp de Conservação e Reúso da Água. A meta é difundir boas práticas e medidas efetivas na redução do consumo e desperdício.

Blog: Já que estamos falando de meio ambiente. Uma das grandes preocupações do mundo atualmente é com o Aquecimento Global ocasionado pelo efeito estufa em razão do excesso de emissão de gases, especialmente o CO², na atmosfera terrestre. Esses gases são emitidos, em sua maioria, por veículos e pelas indústrias. Qual tem sido o posicionamento da indústria paulista neste sentido? E qual será a contribuição da Fiesp?

Paulo Skaf: Preocupação, aliás, muito justificada. Afinal, em setembro último, a Nasa, numa assustadora notícia, informou o mundo sobre o lamentável recorde do buraco na camada de ozônio. O risco é real! A indústria paulista, com todo o empenho e apoio da Fiesp, conforme explicitei anteriormente, busca cada vez mais o caminho da produção limpa, incluindo processos para mitigar a emissão dos gases do efeito-estufa. Isto é primordial.

Blog: Isso vale para qualquer segmento da indústria independente do seu porte? Por quê?

Paulo Skaf: Os compromissos com o ético, a responsabilidade social, a consciência ecológica e a sustentabilidade das atividades econômicas são valores inexoráveis dos sistemas produtivos e, portanto, de toda a ação da Fiesp.

Blog: O senhor pode comentar sobre as diretrizes e importância do ConSocial da Fiesp e qual sua importância neste contexto?

Paulo Skaf: Para tratar deste importante tema, a Fiesp constituiu o ConSocial - Conselho Superior de Responsabilidade Social Empresarial sob a coordenação do ex-ministro Paulo Renato de Souza, e integrado por personalidades como, por exemplo, Viviane Senna, fundadora e presidente do Instituto Ayrton Senna (IAS). Entendida como ferramenta para a competitividade, o crescimento e o lucro, a responsabilidade social vem sendo disseminada como instrumento de gestão de negócios, capaz de gerar resultados e benefícios para os trabalhadores e a comunidade, sobretudo para a empresa. Para isso, o Sistema Fiesp utiliza duas importantes ferramentas de difusão das boas práticas: o Programa Sou Legal, de combate à informalidade e à não-conformidade técnica dos produtos, e o Programa SESI de Qualidade no Trabalho (PSQT).

O PSQT oferece um diagnóstico gratuito para a empresa sobre as possibilidades de melhoria em sua gestão para gerar lucro e empregos, garantir a sustentabilidade da indústria, ter colaboradores satisfeitos e produtivos e, dessa forma, contribuir para o bem-estar social. As 100 empresas participantes da edição 2006, entregamos o Relatório de Consultoria.

Blog: Sabemos que o Brasil terá enorme destaque global nos Créditos de Carbono. O senhor pode explicar sobre este novo mercado e como as indústrias participantes contribuirão para a preservação do meio ambiente? E existem benefícios financeiros com esses créditos?

Paulo Skaf: Os créditos de carbono foram instituídos no âmbito do Protocolo de Kioto. Em síntese: as empresas brasileiras emissoras dos gases do efeito-estufa que realizarem projetos comprovadamente capazes de reduzir ou extinguir tais emissões podem vender essa equivalência em créditos de carbono. Isto significa exportar consciência ecológica, com direito a ganhar dinheiro com esta virtude.

Até 2012, quando terminará o primeiro período de compromisso do Protocolo de Kioto, é importante que o Brasil possa desenvolver todo o seu potencial no desenvolvimento desses projetos de produção limpa, que geram divisas e empregos, além de contribuírem para a melhoria da qualidade de vida das comunidades.

Blog: Para finalizar este nosso bate papo. Qual o conselho que poderia ser dado aos futuros empresários quanto à importância e os benefícios de uma Gestão Responsável bem como da Ética nos Negócios?

Paulo Skaf: Vale a pena cultivar e praticar esses valores. Nosso país será tão bom quanto a nossa capacidade de promover o seu desenvolvimento sobre o alicerce da ética, justiça social, ambiente saudável e qualidade de vida.

Blog: Queremos agradecer a participação do Sr. Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) no Blog Ética nos Negócios e dizer que este espaço estará sempre à sua disposição.

Paulo Skaf: A satisfação é toda nossa! Até a próxima oportunidade e um abraço a todos.

24 comentários:

Anônimo disse...

Paulo Skaf: Vale a pena cultivar e praticar esses valores. Nosso país será tão bom quanto a nossa capacidade de promover o seu desenvolvimento sobre o alicerce da ética, justiça social, ambiente saudável e qualidade de vida.
É muito estranho ler este comentário e não pronunciar pois a falta de ética, planejamento e gestão com pessoas é o que está ocorrendo principalmente na gestão escolar do Sesi 415 Mario Amato, verifique in loco e depois percebe, os tempos atuais requerem visão centrada Pensar é atonica do seculo XX1 questione suas coordenadoras pedagogicas principalmente da Av. Paulista ?

Anônimo disse...

Sr. Paulo Skaf ,Gostaria de lhe enviar um e mail .Seria possivel eu ter acesso ao seu endereço eletronico , ou outro endereço que chegasse até o Sr?

OBRIGADA.

Anônimo disse...

CARA DE PAU FALAR DE ÉTICA COM UM CARA DESSES, ENVOLVIDO COM O CAIXA DOIS "MENSALÃO" NA VERSÃO DEMO/TUCANA.

Anônimo disse...

PAULO SKAF SOU PEDAGOGA E MÃE DE UMA ALUNA DO SENAI CAMPINAS , GOSARIA MUITO DE MANDAR E-MAIL SOBRE INFORMAÇÕES EDUCACIONAIS E PARABENIZO DESTE JÁ.
E-MAIL conceitoseatitudes@gmail.com
ass: CARLA MAGALHÃES

Carla Magalhães disse...

PULO SKAF QUE MARAVILHOSO O MATERIAL DA TV, GOSTARIA DE DAR UM DEPOIMENTO.
E-MAIL conceitoseatitudes@gmail.com

Anônimo disse...

Gostaria de mandar um eamil para Paulo Skaf, tem algum meio de entrar em contato com vc?
Obrigada;
Cristina

Ernair disse...

Não posso fazer comentario, gostaria de pedir-lhe um grande favor, tenho uma filha menor que estuda do Sesi do quarto centenário,pois também tenho mais duas crianças um menino que estou precisando de uma vaga para a terceira serie, pois meu filho tem 8anos e estuda numa escola não muito boa e gostaria de obter uma vaga para ele no Sesi, gostaria imensamente de ser atendida obriga Andre, meu telefone 2726-2626

lia disse...

Sou uma mae que cuida da educaçao de dois filhos sozinha, um estuda no cat 85 piracicaba, fiquei tao despreocupada quando foi dada a oprtunidade de vaga para irmaos, mais nao foi bem assim. Fiz a inscriçao, ele se encaixou na idadade enfim tudo, mais infelismente 4 crianças, olhe bem so quatro crianças ficaram sem a vaga. Por que nao da oportunidade tambem para essas 4 crianças, que nao pode ter a mesma educaçao de seus irmaos.Pesso encaricidamente que vc possa intervir nesta situaçao e encaixe nao so meu filho, mais sim essas quatro crianças e assim mudar os seus futuro. Como sei que estou falando com um homem de bom senso, e que vai intervir neste caso.

Estou sabendo que vais se candidatar para o gv de Sao Paulo, desejo que tenha boa sorte e consiga seus objetivo. OBS; Estou pleitiando uma vaga para Murilo Antony Breviglieiri.

aparecida maia disse...

Sr. Paulo, meu nome é Aparecida Maia tenho uma micro empresa, vi sua entrevista e gostei muito de saber que temos pessoas que se preocupam conosco, acho que estamos precisando de novas leis mesmo pois somos nós os pequenos que fazemos a diferença. gostaria que me desse um enderço ou email para que ue possa lhe enviar alguns comentários e sugestões.
fico grata. meu email é cidafmaia@yahoo.com.br

JORNAL DA TERRA ITAPEVA E AVARÉ disse...

boa noite SR. PAULO SKAF!

O BRASIL PRECISA DE PESSOAS COMO VOCÊ, POIS INFELIZMENTE ESTAMOS "NA BOCA DO LOBO" E É HORA DE MUDARMOS O RUMO DESTE PAÍS, ESTADO E MUNICÍPIOS.
SOU NATURAL DE AVARÉ SP, MAS RESIDO E TRABALHO A 9 ANOS EM ITAPEVA SP.
SOU SÓCIO PROPRIETÁRIO DE UMA EMPRESA JORNALÍSTICA QUE DESENVOLVE JORNAIS IMPRESSOS EM AVARÉ, ITAPEVA, NOVA CAMPINA, RIBEIRÃO BRANCO TAQUARIVAÍ E BOM SUCESSO DE ITARARÉ.
GOSTARIA DE RECEBER SEU EMAIL E QUE O SENHOR PUDESSE CONHECER AS NECESSIDADE DE NOSSA REGIÃO.
UM ABRAÇO E CONTE CONOSCO!
EMAILS: tribunadenovacampina@gmail.com
jornaldaterra@gmail.com
tribunadetaquarivai@gmail.com
tribunaderibeiraobranco@gmail.com
tribunadebomsucesso@gmail.com

pri disse...

OLA SR PAULO SKAF,GOSTARIA DE CONVERSAR COM VOSSA SRA PODERIA ENVIAR-ME TEU ENDEREÇO DE E-MAIL
AGRADEÇO DESDE JA!

mara disse...

ola sr paulo skaf como a maioria aqui, tambem gostaria de lhe enviar um email. gostaria muito de ter uma resposta. obrigada!!!
mara_venceslau@hotmail.com

José Lucena disse...

Gostei muito do que o amigo anonomo disse, Paulo Skaf: Vale a pena cultivar e praticar esses valores. Nosso país será tão bom quanto a nossa capacidade de promover o seu desenvolvimento sobre o alicerce da ética, justiça social, ambiente saudável e qualidade de vida.
É muito estranho ler este comentário e não pronunciar pois a falta de ética, planejamento e gestão com pessoas é o que está ocorrendo principalmente na gestão escolar do Sesi 415 Mario Amato, verifique in loco e depois percebe, os tempos atuais requerem visão centrada Pensar é atonica do seculo XX1 questione suas coordenadoras pedagogicas principalmente da Av. Paulista ?

Eu sou José Lucena Trabalhei no Senai da vila
Leopoldina por 11 anos e fui expurgado de lá, e no dia que me expurgaram, chamaram um amigo meu docente também, para ser testemunha! pode? Na sala da coordenadora pedagógica Dna M.A., e juntamente com o instrutor orientador Sr. S.M.P, me fizaram assinar minha demissão sem explicação, Agora o Sr. Adelmo ex diretor e atual gerente regional acho que saberia explicar, pois durante toda a minha jornada no Senai, fui perseguido até quase a morte que alíàs , 3 amigos meus não resistiram e morreram praticamente dentro da escola 2 com câncer e 1 ataque fulminante do miocárdio e outro coitado de tanta opressão e pressão hoje se encontra com Fobia social e bipolaridade. Para ajudar meu amigo anônimo, na Sede da Paulista me disseram que a melhor coisa para mim, seria pedir uma transferência, como pode, transferir-me de escola por causa de perseguições! Bom vou parar por aqui e tentar enviar um email diretamente ao Sr Paulo Skaf, para me explicar os ocorridos ou então será da parte dele mais uma hipocrisia do cenário socio político, e para que ele saiba tenho mais de 1000 alunos cadastrados em meus emails, e sabe quantos votos ele terá desses meus verdadeiros amigos? Não percam o próximo capítulo.

Anônimo disse...

Caro Paulo, admiro=o muito pela sua conduta profissional e pelos interesses de formar cidadãos capazes para nosso imenso pais.Queria saber da credibilidade dos concursos que o SESI promove, pois professores e diretores não deixam os novos atuarem, assim acontece na cidade de Monte Alto-sp-onde direto e profs acumulam hors de , demitindo os novatos. Estamos no seculo XXI, é preciso inovar, dar oportunidade aos novos, respeitar os concursados. Conto com seu apoio. Um grande abraço.

Anônimo disse...

MANIFESTO INDEPENDENTE -
CARGA TRIBUTÁRIA : FORA DE FOCO

Muito se fala que no Brasil a carga tributária é muito pesada. Emissoras de rádio, jornais, revistas, TV e a mídia em geral reclama que pagamos muito imposto.
Mas esquecem que este não é o principal problema.
O FOCO principal não é este.
Em alguns países nórdicos, de primeiro mundo, a carga de impostos que uma pessoa paga equivale praticamente à metade de seu rendimento.
Mas lá NINGUÉM RECLAMA, pois o governo DEVOLVE à população a maior parte dos tributos, aplicando em boas escolas, saúde pública, segurança, transportes, etc.
O que acontece no nosso país, é que a Administração Pública se APROPRIA de forma legal e ilegal do dinheiro público.Ou seja, não nos devolve a maior parte do dinheiro.
ESTE É O FOCO PRINCIPAL: A DEVOLUÇÃO DO QUE PAGAMOS.

Em tempo: do que reclama o Sr. Paulo Skaf dos impostos? Pessoa jurídica NÃO PAGA IMPOSTOS. Ela a REPASSA para o pobre consumidor final, embutindo no preço do produto ou serviço.
Somos nós, as pessoas físicas, que pagamos os impostos.
Chegaram a criar um "impostômetro" para criticar a carga tributária pesada.
Que tal criarmos um "REPASSÔMETRO" para medir o repasse dos impostos ?
Será que ao reclamarem para reduzir a carga tributária visam aumentar seus LUCROS ?

Se você concordar, passe adiante.


edson_arcanjo76@yahoo.com.br

magda artero de paiva disse...

Senhor Paulo Skaf
quem lhe escreve é uma cidada e mãe, sou casada e tenho 2 filhos a Bianca de 17anos e o Willian de 12anos o wiilian estuda na escola sesi e foi por isso que passei a lhe conhecer melhor antes eu so o via pela televisão, depois que o senhor veio aqui em paraguaçu paulista o meu filho sempre comenta sobre o senhor e eu então comecei a lhe admirar sem mesmo o conhecer pessoalmente, porque so de ouvir-lhe falar sei que o senhor é um homem honesto e de bom carater e daria um otimo presidente do Brasil. Meu nome é Magda e ja tenho 41 anos e sem nenhuma expectativa de vida porque ate hoje não tenho carteira assinada, as vezes penso em desistir de tudo até de viver, mas ai penso em meus filhos e o que vai ser deles se eu não estiver aqui para poder fazer com que eles não tenham a mesma dificuldade que eu eu e meu marido estamos tendo, como o senhor sabe a Bianca termina este ano o 3ºcolegial e vai fazer o enem o sonho dela é ser psicologa, mas o senhor me diz como isso pode acontecer se so o meu marido trabalha registrado e eu so faço alguns bicos o dinheiro que entra mal da para pagar as contas e comprar comida senhor paulo skaf não estou pedindo esmola o meu sonho é trabalhar lá no sesi na escola do meu filho,nem que for de faxineira só para poder ajudar a minha filha a realizar o sonho dela e o nosso tambem pra que ela consiga ter dignidade e possa ter uma vida melhor,sem tantas dificuldades não sei porque resolvi escrever esta carta para o senhor eu acho que foi Deus que colocou o senhor no caminho do meu filho,ele é um otimo aluno e tambem merece ter um futuro melhor,toda vez que o senhor aparece na televisão ele fala,esse homem é bom gostei muito dele,senhor Paulo Skaf não pesso só por mim mais sim por eles que são a minha vida.Aguardo sua resposta mesmo que não seja o que eu espero fico feliz por ter conversado com o senhor e espero velo sempre na televisão fique com Deus. obrigado

Anônimo disse...

Sr.Paulo Skaff , peço que por gentileza me envie seu email para poder me comunicar com o Sr e assinm manifestar meu interesse em votat na sua legenda e no sr.Preciso muito de seu apoio para conseguir em caráter de urgência uma vaga para terceira série (transferência )para uma escoal do Sesi em Guarulhos .....não temos a quem recorrer a não ser a sua bondade e cordialidade.Aguardo contato Márcia
marcia_felipeoliveira@yahoo.com.br

Márcia disse...

Gostaria de mandar e-mail para Paulo Skaf sou mae de uma criança de 6 anos e pleiteio uma vaga no SESI de osasco, jd. Piratininga. Meu esposo é portador de necessidades especiais e precisamos e sonhamos muito com esta vaga. Meu e-mail: marcia.batista.vasconcelos@hotmail.com

Anônimo disse...

Dr. Paulo Skaf, estou montando uma OSCIP (Escola de música e teatro para crianças carentes). Nessa levada consegui aprovação do MinC para gravar um CD, cuja renda vou destinar para reforma do prédio (precário) que usamos atualmente. Só que... Putz! As empresas daqui preferem mandar imposto para pagar salário do Romário, Tiririca e cia. Ltda. em vez de me patrocinar somente $ 100.000,00 e descontar pela Lei Rouanet. Veja DO União de 07/01/11. O Sr. tem como nos auxiliar?
Abrs
Américo
(Sertãozinho - SP)

luiz Antonio lopes araujo disse...

Presado Sr. Dr.Paulo Skaf venho por este pedir a sua ajuda por meu filho Yuri Simplicio Lopes que fez prova no Senai Jacob Lafer mas perdeu o dia da escrição que foi no dia 21/06/11 ele não atentou na data que estava praticamente no rodapé da pagina em letra negrita nº8. Peço que considere pelo menos uma vez, sei que as normas são severas mas creio que se pode abrir um parante á um aluno que fez 45 pontos na prova. Minha esposa deixou uma carta ao diretor do Senai mas o atendente disse que as chances é muito remota devido as regras que são muito rigidas mas vinho lhe pedir a sua ajuda se estiver lendo este comentario pois esta é a forma mais direta que achei.
Sem mais, grato Luiz Antonio lopes Araujo

Anônimo disse...

Gostaria de saber se somente Indústria pode filçiar-se ao FIESP, e se empresa de TRANSPORTES também pode, pois gostaria de afiliar a minha empresa.


(Campinas-SP)

mãe decepcionada com o SESI disse...

Quero muito o e-mail do Sr. Paulo Skaff, exemplo de ser humano e profissional competente, para relatar minha profunda decepção em uma prova aplicada no SESI, onde 9 crianças concorreram a 1 vaga, e se tudo fosse realizado com ética, de forma correta e integra - imagem que tinha desta unidade, meu filho teria sido o primeiro colocado, mas foi induzido ao erro, p/ não ficar com a vaga. Quero poder contar em detalhes ao Skaff, pois tenho certeza, que não aceitaria um absurdo desses, e pode ser que não tenha noção do que acontece. Falei no SESI que iria relatar o ocorrido. Estou muito indignada, pois pessoas são favorecidas, infelizmente. Sou formada, trabalho na Indústria e preciso registrar, p/ que não aconteça com outras crianças, o que aconteceu c/ meu filho, de 6 anos. contato: juabueno@itelefonica.com.br

Anônimo disse...

Sr. Paulo Skaf

Sou Assistente de Serviços Administrativos no SESI já a 5 anos e até hoje não saí da base da Tabela PREP do Plano de Carreira do SESI que parece ficou no papel pra inglês ver... pode me dar alguma esperança de melhoria?

Consulta Tabela Salarial do PREP




ASSISTENTE DE SERVICOS ADMINISTRATIVOS -( D2 )



Carga Horária Mensal - 200



Nível: 1


A
1.614,88 (estou aqui a 5 anos)
B
1.655,27
C
1.696,64
D
1.739,06
E
1.782,54



Nível: 2


A
1.903,56
B
1.951,14
C
1.999,92
D
2.049,92
E
2.101,18



Nível: 3


A
2.243,81
B
2.299,91
C
2.357,41
D
2.416,33
E
2.476,75





Obs: As formas de movimentação na Tabela Salarial, estão vinculadas às regras do PREP - Plano de Remuneração e Evolução Profissional

Jorge Ramiro disse...

Alguém sabe de uma tabela salarial do gremio gastronômico Vila Leopoldina?